Representantes do CDC e do NIH, duas das maiores instituições de pesquisa americanas em saúde estiveram em visita oficial à Fiocruz na última sexta-feira (10/8). No encontro, o presidente da Fundação, Paulo Gadelha, apresentou as linhas de pesquisa conduzidas por diversas unidades da Fiocruz que têm sido apoiadas pelas instituições ao longo dos últimos anos. O diretor dos Centros de Prevenção e Controle de Doenças (em inglês, Centers for Disease Control and Prevention), Thomas Frieden, declarou que a Fiocruz é uma “parceira de longa data e um maravilhoso exemplo de instituição capaz de beneficiar não apenas seu país, mas todo o mundo”. O diretor exaltou ainda o importante papel que a Fundação desempenha para o desenvolvimento da saúde global.

O representante do Congresso americano e ex-diretor associado dos Institutos Nacionais em Saúde (em inglês, National Institutes of Health, NIH), John J. Bartrum, que também acompanhava a delegação, mostrou-se entusiasmado com o foco de pesquisa da Fiocruz e perguntou ao presidente Gadelha que instrumentos a instituição utiliza para conhecer as demandas de saúde da população. “Nossas pesquisas são movidas pelos problemas de saúde da população. Internacionalmente, mantemos uma articulação constante com outros países e temos desempenhado um papel muito importante na discussão sobre desenvolvimento da saúde global no âmbito da Organização Mundial de Saúde (OMS)”, esclareceu o presidente da Fundação.


A delegação americana, com dirigentes da Fiocruz, em frente ao
Castelo da Fundação