Reunidos no Rio, representantes da União de Nações Sul-Americanas (UNASUL) e dos governos da região destacaram nesta quinta-feira, 9 de agosto, o protagonismo adquirido pelo Instituto Sul-Americano de Governo em Saúde (ISAGS) na institucionalização do bloco e a importância de sua atuação para a promoção do desenvolvimento regional inclusivo, objetivo maior do processo de integração regional.

A cerimônia comemorativa de um ano do ISAGS contou com a presença de 9 dos 12 países-membros da Unasul, além da Secretaria-Geral do bloco sul-americano e da Presidência Pro-Tempore do Conselho de Saúde Sul-Americano. Os representantes destacaram conjuntamente o papel do ISAGS na definição de posições políticas comuns aos países da UNASUL em fóruns internacionais, como a Conferência de Determinantes Sociais da Saúde, realizada em outubro do ano passado no Rio, a 65ª Assembleia Mundial da Saúde e a Conferência da ONU sobre Desenvolvimento Sustentável Rio+20.

Representando a Fiocruz, estiveram presentes o Presidente da Fundação, Paulo Gadelha, o diretor do Centro de Relações Internacionais em Saúde da Fiocruz (Cris), Paulo Buss, e coordenador da América do Sul, Alvaro Matida.

Também compareceram ao evento os embaixadores no Brasil da Guiana, Kellawan Lall, e do Suriname, Natasha Halfhuid, e os cônsules da Argentina, Marcelo Bertoldi, da Bolívia, Shirley Orozco, do Chile, Samuel Ossa, do Equador, Mônica Delgado, do Peru, Rolando Ruiz, do Uruguai, Myriam Fraschini, e da Venezuela, Edgar Alberto Gonzalez, e o Vice-Cônsul da Venezuela, Angel Ramos.

Pelo CSS, compareceram Erika Kastrup, da Rede de Escolas de Saúde Pública (RESP), a Secretária-Executiva da Rede de Escolas Técnicas em Saúde (RETS), Ana Beatriz Noronha, o representante da Rede de Instituto Nacionais de Câncer (RINC), Claudio Noronha, e Mauro Teixeira, da Rede de Relações Internacionais de Saúde (ORIS).


Henry Jouval, Fausto López, José Gomes Temporão e Eva Ruiz de Castilla,
Coordenadora da Cooperação Internacional do Peru'